13º salário do INSS 2024: veja datas previstas de pagamento

O calendário do 13º salário do INSS 2024 ainda não foi liberado. Confira as datas previstas.

Por Amanda Birck - Jornalista
Foto: Reprodução / Gov.br

O 13º salário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é um benefício destinado aos segurados e dependentes da Previdência Social. Normalmente, seu pagamento ocorre no segundo semestre de cada ano.

- continua depois da publicidade -

É um direito dos beneficiários do auxílio por incapacidade temporária, aposentadoria, pensão por morte, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão, mas seu calendário oficial ainda não foi informado.

Portanto, muitos cidadãos podem já estar se questionando sobre quais serão as datas de pagamento do 13º do INSS em 2024. Pensando nisso, confira abaixo os dias previstos de pagamento.

- continua depois da publicidade -

Sobre o 13º salário do INSS

Para aquecer a economia e diminuir os efeitos da crise, o governo antecipou o 13º para aposentados e pensionistas no ano passado.

Assim, os valores foram pagos em duas parcelas ainda no primeiro semestre, nos meses de maio e junho. Pelo menos 32,5 milhões de beneficiários estavam aptos a receber os pagamentos adicionais.

Para isso, no entanto, era necessário ter recebido no mesmo ano algum benefício da Previdência, com exceção do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

- continua depois da publicidade -

Vale lembrar que a antecipação do 13º não representa uma renda extra para os atendidos pelo INSS. O valor é apenas o adiantamento de um direito previsto e anual.

Calendário previsto de pagamento para 2024

Em 2024, ainda não existe uma previsão de adiantamento do abono. Seja como for, a lógica de pagamentos continua a mesma.

As datas, por sua vez, variam conforme o número final do cartão do beneficiário, sem considerar o último dígito verificador, depois do traço.

- continua depois da publicidade -

A consulta atualizada pode ser feita pelo portal Meu INSS, ou pelo aplicativo de mesmo nome, disponível para sistemas Android e iOS. Caso não ocorra nenhuma mudança, o valor será pago em duas parcelas durante agosto (primeira) e novembro (segunda).

1ª parcela

A primeira parcela do 13º do INSS, destinada aos beneficiários que recebem até um salário mínimo, exceto os inscritos no BPC, deve ser liberada nas seguintes datas:

  • Penúltimo dígito 1: 26 de agosto;
  • Penúltimo dígito 2: 27 de agosto;
  • Penúltimo dígito 3: 28 de agosto;
  • Penúltimo dígito 4: 29 de agosto;
  • Penúltimo dígito 5: 30 de agosto;
  • Penúltimo dígito 6: 2 de setembro;
  • Penúltimo dígito 7: 3 de setembro;
  • Penúltimo dígito 8: 4 de setembro;
  • Penúltimo dígito 9: 5 de setembro;
  • Penúltimo dígito 0: 6 de setembro.

Para quem recebe valores acima do piso nacional, os dias são os seguintes:

- continua depois da publicidade -
  • Penúltimo dígito 1 ou 6: 2 de setembro;
  • Penúltimo dígito 2 ou 7: 3 de setembro;
  • Penúltimo dígito 3 ou 8: 4 de setembro;
  • Penúltimo dígito 4 ou 9: 5 de setembro;
  • Penúltimo dígito 5 ou 0: 6 de setembro.

2ª parcela

No caso da segunda parcela, para aqueles que recebem até um salário mínimo, as datas são:

  • Penúltimo dígito 1: 25 de novembro;
  • Penúltimo dígito 2: 26 de novembro;
  • Penúltimo dígito 3: 27 de novembro;
  • Penúltimo dígito 4: 28 de novembro;
  • Penúltimo dígito 5: 29 de novembro;
  • Penúltimo dígito 6: 2 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 7: 3 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 8: 4 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 9: 5 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 0: 6 de dezembro.

Para quem recebe mais do que o piso, o calendário é o seguinte:

  • Penúltimo dígito 1 ou 6: 2 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 2 ou 7: 3 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 3 ou 8: 4 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 4 ou 9: 5 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 5 ou 0: 6 de dezembro.
Share
Amanda Birck
Por Amanda Birck Jornalista
Seguir
Digitadora compulsiva, fã de revista e jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás.